11 de mar. de 2021

Ananda Barreto, de Sergipe, lança projeto nesta sexta

 ANANDA BARRETO apresenta OLHO DE DENTRO

 

Cantora e compositora de Sergipe apresenta repertório autoral de novo álbum em apresentações on line

 

A cantora e compositora sergipana Ananda Barreto estreia seu novo projeto autoral inédito "Olho de Dentro" apresentando em seis lives através de seu canal no YouTube, nos dias 12, 19 e 26 de março, e nos dias 2, 9 e 16 de abril, às sextas-feiras, 19 horas. Neste projeto, Ananda apresenta ao público suas composições que farão parte de seu futuro álbum, que levará o mesmo nome do projeto. A artista imprime uma identidade particular em suas canções, que bebem de referências de estilos brasileiros diversos, como a MPB, o Forró, o Samba de Pareia da Mussuca, o Arrocha, além de ritmos internacionais como a sonoridade dançante do Cabo Verde, o Jazz, o Reggae, o Rock, o swing da Cumbia colombiana, numa fusão contemporânea onde todos esse sons se encontram de forma harmônica. Também presente em sua música está a dramaticidade flamenca, cultura com a qual conviveu por quatro anos, em Granada, na Espanha.

 

Para Ananda, “todos esses movimentos rítmicos e sonoros se comunicam, uma vez que a influência da música africana tem um lugar forte e importante em grande parte da música latina e especialmente brasileira”. E completa, “As canções se apresentam numa mescla de camadas e quebras rítmicas, incorporando um estilo de cantar, experimentando como essas palavras nascem no corpo antes de se tornarem voz.”

 

As canções de Ananda abordam temas que falam de sentimentos revoltos que navegam dentro das pessoas, que transitam entre a alegria, a insegurança, a raiva, a dúvida, o tesão, o amor, ousando brincar com emoções antagônicas e como elas podem coexistir, permitindo contradizer sobre si mesma. Ver com olho interno, acolher tudo que cabe em si e do que não cabe também. Fazem parte desse repertório as canções Loba, Recomeço, Te traço, Flowquinho, Sereu, Me encontro no trovões, Devir, Patuá, Olhe, todas essas letras e melodia de Ananda Barreto, além das músicas Tristeza disfarçada (Ananda Barreto e Rodrigo Caldeira), Paralela (Ananda Barreto e Mary Barreto) e releituras de autores parceiros já gravados pela artista.

 

Transmitidas diretamente de Ubatuba, onde a artista vive há três anos, cada live possui uma identidade estética retratando o processo criativo que compõem o seu universo. As apresentações contam com as participações especiais de artistas locais, além de produtores e técnicos também da cidade, gerando renda e visibilidade para esses setores.

 

A banda que acompanha Ananda (voz) é formada por Marilua Azevedo (percussão), Fuca (baixo), Tomás Bastos (guitarra/violão), Leandro Lisi (bateria) e  Rafael Gandolfo (rabeca). As participações especiais são de Beth Menezes, Janaú, Ayelen Zarate e Vanessa Cancian. A direção geral do projeto é da própria Ananda Barreto, a direção musical é de Tomás Bastos (Trupe Chá de Boldo) e a produção executiva é de Rodrigo Caldeira.

 

Ananda Barreto cresceu numa família sergipana de artistas tendo como influência a Música e o Teatro. Formada em Design Gráfico pela Universidade Tiradentes, é cantora, compositora, bonequeira, ilustradora e atriz, tendo integrado por 16 anos o Grupo de Teatro de Bonecos Mamulengo do Cheiroso, tradicional grupo de Sergipe com 42 anos de trajetória. Seu início como cantora foi aos 18 anos como backing vocal do cantor e compositor Ismar Barreto. Em 2007, monta um grupo de música popular de mulheres, o Curcumaria e em 2012 integra o Grupo Cacimicoco. Em 2014, inicia seu projeto solo, compondo e em 2017 lançou três músicas, entre elas “Paralela”, de sua autoria. Participou de shows de cantores sergipanos como Patrícia Polayne, Mestre Madruguinha, Café Pequeno, Burundanga e com grupo Belga/Brasileiro Anavantou. Participou de gravações como CD “35 anos do Grupo Mamulengo do Cheiroso” (Aracaju, 2013), CD “Canto das Mangabeiras I” (Indicado ao Prêmio da música brasileira, Aracaju, 2013), CD “Anavantou” (Grupo Belga, 2017), CD “Chegada - de Julio Rego e Ricardo Vieira” (2017), EP da banda “Mil Pássaros Dançando” (São Paulo, 2017).

 

Conheça: https://www.youtube.com/channel/UCUny1FY0sATbBWGWLbwQaZQ

 

SERVIÇO 

Datas: 12, 19 e 26 de março, e nos dias 2, 9 e 16 de abril

Horário: sempre às 19 horas

Onde: https://www.youtube.com/channel/UCUny1FY0sATbBWGWLbwQaZQ (canal da Ananda Barreto) 

 

O projeto é viabilizado com verba proveniente da Lei Aldir Blanc, através do Proac Expresso LAB 39/2020.

 

Nenhum comentário: