27 de nov. de 2021

Banda de Santo André é selecionada em festival nacional com single de estreia

 





Canção ‘Dançar Comigo’ concorre a prêmio na região centro-oeste como melhor canção em 2021

O sexteto de música brasileira Danilo Sanches e a Engrenagem aposta tudo no single de estreia da banda. A canção ‘Dançar Comigo’ foi produzida de forma independente e resume a sonoridade da banda, que já circulou por festivais e casas de show desde o início da reabertura da pandemia.


O primeiro trabalho de estúdio da banda do ABC Paulista foi selecionado para o festival Fescaf, de Alta Floresta (MT). O evento está na sua 32ª edição e premia todos os anos artistas de todo país. Ainda em agosto deste ano, a banda participou de um festival ao lado de nomes como Demônios da Garoa e Coyotes Califórnia. 


Quem assina a produção da música é o trombonista e arranjador Michel Castori ao lado do músico andreense e compositor da canção, Danilo Sanches. A música estará disponível em todas as plataformas de streaming a partir do dia 26 de novembro. A banda lançou um EP ao vivo em outubro de 2020, que está disponível no Youtube.


A banda é formada por músicos com passagem por festivais internacionais e parcerias com grandes nomes da MPB e as músicas falam com leveza sobre amor, espiritualidade e crônicas do cotidiano. Para dar o molho, o grupo retoma e mistura ritmos tradicionais brasileiros como ijexá, baião, samba-rock, além do funk.




Sobre a banda


A música brasileira, dançante e romântica está mais viva do que nunca. Danilo Sanches e a Engrenagem apresenta suas composições que dialogam com um cenário que consagrou artistas como Caetano Veloso, Nação Zumbi, Mundo Livre SA e outros. No palco, o sexteto turbinado com percussão e metais, faz um show de 2 horas, aprsentando o repertório próprio de 10 músicas num show recheado de sucessos nacionais e internacionais para ninguém ficar parado. 


Compositor desde o início dos anos 2000, Danilo Sanches reuniu um grupo de músicos com experiência dentro e fora do Brasil para desenvolver os arranjos envolventes que dão forma às canções que falam de amor, liberdade e diversidade.

O projeto olha para o cenário da nova música popular brasileira com pertencimento. Nos shows, a resposta do público tem sido catártica, já que a cena na qual circula demanda que as canções expressem sentimentos aliados a uma visão mais consciente da diversidade e mais afinizada com o respeito a todas as pessoas. 


A banda é composta por Michel Castori, trombonista, tecladista e arranjador, atualmente integra a Big Band Jovem de Atibaia, além de outros projetos musicais em diversos estilos como pop, reggae, samba e jazz; Filipe Astolfi, guitarrista e multiinstrumentista, já participou de projetos musicais como Marcos Lobão, banda Bem Maia e banda Clareia; Daniel Lacerda, percussionista, formou-se em Percussão brasileira na EMESP Inst. Tom Jobim, atualmente desenvolve trabalhos junto com o grupo Almativos, Pimenta de Boteco e Forró Capim Guiné; Victor Manzanares, contrabaixista que já integrou outros projetos musicais nos estilos reggae e forró, como banda Sol Lunar e Clareia; Marcelo Alves, baterista que já se apresentou em festivais fora do país e toca ao lado de projetos como ONELOVE 'Marley Project' e Da Ghama.



Crédito das fotos: Rafael Latorre

Nenhum comentário: