Buscar
http://www.podcultura.com.br/images/no-exists.gif



Pense Positivo
http://www.podcultura.com.br/userfiles/_c7669695ae9a430294e93f87dc6c84b81537557199.jpg
http://www.podcultura.com.br/userfiles/_ed55dea6734ed374262ac78369deed571537557111.jpg
http://www.podcultura.com.br/userfiles/_5bedbc5c6851818938e76f25fc8655231537557397.jpg
Shows & Espetaculos
CIA DA VILA É CONVIDADA PARA ABERTURA DO 19º FESTIVAL SATYRIANAS

CIA DA VILA É CONVIDADA PARA ABERTURA DO 19º FESTIVAL SATYRIANAS

 

 

Companhia irá apresentar o pocket do seu mais novo espetáculo Amor Em 4 Atos – Tranças de Teresa no dia 11 de outubro na Praça Roosevelt
A Cia da Vila foi convidada para abrir o tradicional Festival Satyrianas, que chega a sua 19ª edição, no dia 11 de outubro. O evento marca o retorno da ocupação da Praça Roosevelt, no Centro de São Paulo, às apresentações culturais. Será encenada sua mais recente produção o espetáculo “Amor em 4 Atos – Tranças de Teresa”, que tem direção artística  de Priscila Magalhães. Para a composição da coreografia e trilha sonora foram convidados Liliane de Grammont e Ed Cortês. O espetáculo mostra as intersecções e relações contraditórias do amor, inspirado em algumas obras do artista plástico brasileiro Tunga.
 
Será a primeira vez que a Cia da Vila participa de um dos mais tradicionais festivais de arte de São Paulo. Priscila conta como surgiu o convite para apresentar o pocket do espetáculo na abertura do festival. “Recebemos o convite dos atores do grupo Os Satyros Gustavo Ferreira e Diego Ribeiro. O tema desse ano; Satyrianas do Amor, sem medo de ser clichê, converge com nossa pesquisa atual. Participar de um festival tão tradicional como Satyrianas é uma honra. conclui
 
A diretora que teve um insight durante uma viagem de férias pelo Inhotim em Minas Gerais. As inspirações para criação do espetáculo foram algumas obras de Tunga como: True Rouge, Xifópagas Capilares, Lezart, Ão, a seleção de obras marionetes entre outras. Priscila é admiradora há muitos anos e conhecedora das obras e do trabalho do artista. “Precisava me desligar um pouco do trabalho, mas quando conheci esse lugar maravilhoso tudo aconteceu, admirando as obras do Tunga o amor floresceu, as ideias foram surgindo e o espetáculo foi ficando vivo na minha cabeça”, conclui.
 
O espetáculo mostra a contradição do amor desde o seu título “Tranças de Teresa”, que foi pensado como uma tríade, um símbolo da transformação de três partes formando uma, por outro lado, a “Teresa”, representa a fuga, simbolizada nas cordas feitas com tecidos trançados, utilizadas em cadeias e manicômios.
 
A ideia da “instauração”, da circularidade e as tranças em si são feitas espacialmente no palco a partir desse desenho circular, nos ciclos do amor que podem ser contínuos, mas também podem ser quebrados. Nas conexões das tranças, na união e separação que fazem a condução das histórias. Inspirado nas ideias das marionetes e cruzetas, o cenário leva o espectador a vivenciar a sensação de que o amor também é conduzido. A apresentação é complementada com projeções de videodança ao longo do espetáculo. Todos os elementos da pesquisa estão presentes nas coreografias.
 
A bailarina Liliane de Grammout explica como foi o desafio de coreografar o espetáculo. “Fui convidada para ser provocadora artística deste projeto e depois recebi o convite para assinar a coreografia do espetáculo. Foi um presente e um grande desafio na elaboração da coreografia uma vez que a ideia do tema se aproximava muito de mim. Mas, tive a compreensão e chegamos ao um trabalho com frestas que dão margem para subjetividade de quem vê. Ou seja, é uma obra mutável a partir dos olhos de quem vê”, conclui.
 
O projeto tem como objetivo principal a pesquisa e criação direcionados a temática do Amor, para a realização e montagem de uma série de quatro espetáculos focados em suas quatro ramificações: O Concreto, O Contraditório, O Idealizado e O Sublime. O primeiro ato foi concebido em 2015 e encenado ao longo de 2016 e 2017. No ano passado a companhia foi contemplada no 22º Fomento a Dança da Secretaria de Cultura de São Paulo com o projeto “Cia da Vila 10 anos”.

 
Sobre Cia da Vila
Com 10 anos de existência a Cia da Vila tem o intuito de integrar as artes e possibilitar um trabalho de troca entre o elenco, onde um aprende com a experiência do outro. Com 6 espetáculos no currículo, além do trabalho com intervenções e material em videodança, premiados e selecionados em diversos festivais do Brasil e do mundo.
 
 
SERVIÇO:
 
19° Edição Festival Satyrianas de 11 a 14 de outubro
Data: 11 de outubro
Horário: 18hs
Local: Praça Franklin Roosevelt, 134 – Centro – São Paulo
Gratuito
Artigos Relacionados

Redes


Participe de
Nossas Redes Sociais


Saiba +



Cadastro de Profissionais

http://www.podcultura.com.br/userfiles/_443a9690ef20caa8bd9d207d8d42f6411537557742.jpg
Pense Positivo
     
 
 
     
Quando devo parar Acalme sua alma
Nossa Equipe
1. Podcultura pretende lançar em 100 YouTubers com canais em português e 30 em espanhol.
2. Estreia dia 05 de maio #instaserie " A Casa das Letras"
3. Editor Chefe
4. EXPOMUSIC também tem Educação Musical para Crianças e Professores
5. Todas Matérias Anteriores postadas desde 2001 estão em nosso blog
http://www.podcultura.com.br/userfiles/_443a9690ef20caa8bd9d207d8d42f6411537557513.jpg
Cadastro de Técnicos Cadastro de Artistas Busca de Profissionais
Todos os direitos reservados Podcultura desde © 2001. instagram.com/podcultura