A Casa das Letras

23 de mai. de 2020

Movimento Noroeste Com Vida anuncia parceria em live da dupla Luiz Henrique & Léo


A dupla Luiz Henrique & Léo vai realizar neste domingo (24), às 15h, a segunda live show para levar entretenimento e música boa durante a pandemia de coronavírus. Uma das causas escolhidas pela dupla é o Movimento Noroeste Com Vida, além de várias instituições da região de Araçatuba, interior de SP.
A transmissão será pelo canal do YouTube (http://youtube.com/luizhenriqueeleo) da dupla e várias rádios no interior de São Paulo. Para doar diretamente ao Noroeste Com Vida, basta acessar o hotsite que estará disponível durante toda a live e escolher o Movimento como destino de sua doação. Toda a transação será feita via PagSeguro, para melhor comodidade e segurança de todos.
“Os Terríveis do Brasil” se conheceram na faculdade, em Ilha Solteira, e hoje são uma das principais duplas do país. Eles já dividiram palco com grandes nomes da música, como Henrique & Diego, e tiveram músicas autorais gravadas por Cristiano Araújo e Kleo Dibah & Rafael.
Léo é nascido e criado em Birigui, enquanto Luiz Henrique é de Teodoro Sampaio, ambas no interior de SP. Após formarem a dupla e gravarem as primeiras composições, tiveram a oportunidade de fechar parcerias e em meados de 2012, Luiz Henrique se mudou pra Birigui, que passou a ser a casa da dupla. Foi na região onde a carreira dos amigos teve base para crescer e gerar frutos.
“Estamos preparando tudo com muito carinho e nos doando 100% para levar entretenimento e muita música boa pra casa de quem estiver assistindo e o mais importante: ajudando quem precisa. Agradecemos a Deus pela oportunidade de usar o nosso dom para o bem comum e a Noroeste Com Vida por acreditar no nosso trabalho e no nosso coração”, afirmou a dupla.
Só na primeira live, a dupla teve quase 40 mil acessos simultâneos e 650 mil visualizações no YouTube. O evento também arrecadou mais de R$ 90 mil entre dinheiro e alimentos. Tudo foi doado a instituições de Birigui.



#Birigui #LuizHenrique  #TeodoroSampaio #SandraCamillo #LivroAEST #Podcultura #SandradeSouzaCamilo

Livro Maria Curiosa de Poesia apresenta a poesia para as crianças de forma lúdica




Nova obra da escritora e publicitária Alda Nilma de Miranda é lançada em versão digital especial e pode ser baixada gratuitamente, visando espalhar cultura e encantamento nesses tempos de isolamento social



Um beija-flor, uma menina, muitas perguntas e poesia para todo lado. O livro Maria Curiosa de Poesia, nova obra da escritora e publicitária Alda Nilma de Miranda que apresenta a poesia para as crianças de forma lúdica, leve e descomplicada, é lançado nesta semana em formato digital e pode ser baixado gratuitamente, visando levar cultura e encantamento às famílias em isolamento social.



"A ideia é espalhar poesia para crianças Brasil afora. Num momento em que o mundo atravessa uma fase difícil de isolamento e distanciamento, a intenção é buscar com que a poesia nos aproxime aos bons pensamentos e à redescoberta das inspirações do cotidiano. O mundo precisa de delicadezas", afirma Alda Nilma de Miranda. Ciente da importância de levar aos pequeninos conteúdos positivos e criativos, a   autora busca, nesta edição especial da obra inédita, engajar crianças e adultos numa leitura divertida e recheada de alegria.



"Estávamos preparando o lançamento da edição impressa do livro quando fomos surpreendidos pela pandemia. Decidimos então mudar o formato e promover a estreia dessa divertida obra em uma versão especial em formato digital para distribuição gratuita", conta. Ela explica que esta edição exclusiva será disseminada com ajuda de amigos que abraçaram a iniciativa, pessoas que acreditam na importância do livro infantil como ferramenta transformadora e fomentadora na cultura da paz.



Nesta história cheia de encantamento, a menina Maria resolve entender o que é poesia. As perguntas não param e são construídas a partir de elementos e curiosidades que integram o universo das crianças.





- Poesia tem cheiro? Tem cor? Tem tamanho? Que gosto a poesia tem? Onde a poesia dorme? Será que ela ronca?



Ao lado do amigo passarinho, cujas respostas instigam o imaginário infantil, a pequena Maria faz suas descobertas e se aprofunda, sem perceber, na linguagem poética do cotidiano.



"Poesia para ensinar poesia", resume a autora. A intenção foi usar o formato poético no contexto do storytelling para apresentar às crianças esse gênero literário. "A proposta é aguçar a curiosidade e a imaginação, afinal, poesia é também um exercício de descoberta. É preciso exercitar o olhar e as percepções, as rimas são só um detalhe, uma brincadeira com os sons. Por isso a história passeia por coisas do dia a dia, pela fumacinha que sai da panela, pela massinha de modelar, pelas bolhas de sabão... é um caminho construído para que os pequeninos possam se identificar e perceber toda a poesia a sua volta, de um jeito simples, acessível", explica Alda.



Ela acrescenta que houve todo um cuidado inclusive na escolha da imagem do beija-flor, Colibri serrirostris, conhecido como beija-flor-de-orelha-violeta ou beija-flor-cantador, que é uma espécie brasileira. As fotografias desta "personagem" de asas foram cedidas pelo fotógrafo de natureza Jarbas Mattos.



Alda Nilma de Miranda.jpg



Sobre a autora - Alda Nilma de Miranda é publicitária e consultora de comunicação e marketing, tendo ao longo de vinte anos de carreira desenvolvido projetos para várias empresas líderes de mercado e para o setor médico. Filha de mãe sul-mato-grossense e pai paraibano, Alda divide seu tempo entre Campinas e o Vale do Paraíba, sem abrir mão de suas raízes culturais.



É autora da série Tem planta que virou bicho, em parceria com o fotógrafo Cacio Murilo, obra que ganhou destaque por sua abordagem lúdica à alimentação saudável e de Um reino sem dengue, livro que se desdobrou em peça de teatro levada a centenas de escolas do país. Em parceria com Ligia Miranda, Alda é também co-autora da série O gigante, que apresenta o Mindfulness às crianças de forma lúdica.



Como escritora, Alda tem um forte compromisso com a Cultura da Paz e participa de eventos literários e realiza palestras, tendo sido já homenageada pelo Instituto Histórico e Geográfico de São Paulo com o Colar do Centenário por sua importante contribuição à literatura infantil.



À frente do projeto "Poete-se" @poetesebrasil, Alda hoje leva uma poesia descomplicada às redes sociais, tendo já poemas premiados e selecionados para coletâneas. Em seu cotidiano de trabalho,  busca unir criatividade e abordagens inovadoras na construção de projetos e ações de marketing para os mais diferentes segmentos e públicos.



Como obter



Os interessados em obter o livro Maria Curiosa de Poesia podem solicitar através de mensagem na página facebook e instagram @poetesebrasil ou baixar a obra diretamente por meio do link http://www.beeart.com.br/Maria-Curiosa-de-Poesia-edicao-especial-2020.



Ficha Técnica

ISBN 978-65-00-01555-3 .

Título:  Maria Curiosa de Poesia 

Formato:  Edição Especial Livro Digital 

Autora: Alda Nilma de Miranda

Design e Diagramação: Alda Nilma de Miranda

Edição especial gratuita

Café – um dedo de prosa” ganha sessão virtual para celebrar o Dia Nacional do Café


Vera Holtz e Wandi Doratiotto






Filme de Maurício Squarisi, do Núcleo de Cinema de Animação de Campinas, será exibido no dia 24 de maio, às 18h


O Dia Nacional do Café, celebrado em 24 de maio, este ano será comemorado de maneira diferente pelo cineasta Maurício Squarisi, co-diretor do Núcleo de Cinema de Animação de Campinas, que, pela primeira vez, fará uma exibição virtual do seu filme “Café, Um dedo de Prosa”, animação que retrata de forma bem humorada a história do café.

A sessão é uma das atrações do mês de maio do CulturAr, uma proposta de rede horizontal para a Cultura, ligado à Casa de Cultura Itajaí e o programa Casa Hacker, de Campinas, no interior de São Paulo. A exibição de “Café um dedo de Prosa”, no canal do CulturAr no Youtube é no dia 24 de maio, às 18h, com a apresentação de uma versão reduzida do filme, com 38 minutos.

Após a sessão, os internautas poderão assistir participar de um bate-papo com Maurício Squarisi, que fará ainda uma exposição virtual das ilustrações da animação. Quem quiser, poderá adquirir o DVD com a versão completa do filme, ou algumas gravuras autografadas.

Sobre o filme 'Café, um Dedo de Prosa'

A animação "Café, um dedo de Prosa" narra de modo leve e bem-humorado a história do café, mostrando sua importância na história do Brasil. Tudo começa a partir do encontro de dois amigos - Vera Holtz e Wandi Doratiotto - em uma cafeteria.
Apaixonados pela bebida, eles travam um bate-papo informal e descontraído, que se mescla a uma trilha sonora original, com canções de Wandi Doratiotto e Danilo Moraes.

Acompanhando esse diálogo, o público vai descobrindo muitas curiosidades sobre a bebida mais popular do país, sua importância histórica e influência na economia, política e até na cultura brasileira. São questões como escravidão, Semana de Arte Moderna, imigração e muitas outras, apresentadas sempre de modo bem-humorado e divertido, sem abandonar a preocupação com o rigor e precisão dos fatos, baseados no livro "A História do Café", de Ana Luiza Martins.

O filme "Café, um dedo de Prosa" é resultado de seis anos de trabalho, concluídos em 2014. Em 2017, o filme estreou nos cinemas de São Paulo, com codistribuição da Spcine, empresa de desenvolvimento do audiovisual da Prefeitura de São Paulo, e distribuição Polifilmes.

Maurício Squarisi e o Núcleo de Cinema de Animação de Campinas

"Café, um Dedo de Prosa" é o primeiro longa-metragem de Maurício Squarisi, que nasceu em Campinas em 1958 e tem uma longa carreira no mundo da animação, como realizador de filmes e professor. No vasto currículo estão dezesseis filmes realizados como diretor, além de participação em dezenas de outros trabalhos como produtor, animador e colaborador.

Também cartunista, Squarisi desde 1979 integra e dirige o Núcleo de Cinema de Animação de Campinas, fundado por Wilson Lazaretti em 1975. Ultrapassando os 45 anos de atuação e mais de 300 filmes produzidos, o Núcleo é uma entidade sem fins lucrativos que desenvolve diversas atividades relacionadas ao ensino, pesquisa e divulgação de técnicas de animação. São duas linhas de produção de filmes de animação: os trabalhos autorais, realizados individualmente pelos diretores, e filmes realizados em oficinas, desenvolvidos com o objetivo de proporcionar aprendizado aos participantes. Já foram mais de 2500 oficinas de animação para crianças, jovens e adultas, em quase todos os estados brasileiros, e em países como Portugal e Moçambique, entre muitos outros. Para mais informações, o blog é o http://nucleodeanimacaodecampinas.blogspot.com/ e o canal no Facebook, @ncacampinas.

Sobre CulturAr
CulturAr é uma proposta de rede horizontal para a Cultura em todas as suas formas, cores, aromas e sons integrados a comunicação. O projeto está sendo construído desde 2019 junto à comunidade da Casa de Cultura Itajaí e o programa Casa Hacker que integra o espaço em Campinas/SP. Em meio à pandemia da Covid-19, o projeto pretende destacar conteúdos gerados por artistas e fazedores de cultura locais, transmitindo entrevistas, conversas, apresentações artísticas, e também ter um espaço para a economia criativa, buscando formas e construindo ações que gerem sustentabilidade.

Para o mês de maio, haverá uma ampla programação online no canal do Youtube, com bate-papos ao vivo, aulas de dança, mostras virtuais, exibição de filmes e muitas atividades culturais inteiramente gratuitas.

SERVIÇO
Exibição da animação: Café, um Dedo de Prosa no Dia Nacional do Café
Bate-papo/entrevista (ao vivo) com Mauricio Squarisi e exposição virtual das ilustrações do filme.
Data: 24 de maio de 2020
Horário: a partir das 18h
Link: https://www.youtube.com/channel/UCgySZv7WxeqbkvN018LW3oQ
Confira a programação completa do CulturAr: https://casahacker.org/culturar/programacao
Acompanhe as novidades do Núcleo de Cinema de Animação pelo canal do facebook: https://www.facebook.com/ncacampinas


#SandraCamillo  #LIvroAEST  #SandradeSouzaCamilo  #Podcultura 

Conheça os títulos da SESI-SP Editora em audiobooks



Mais de 30 títulos da SESI-SP Editora estão disponíveis em audiobooks

Para ouvir onde quiser, em qualquer momento do dia: mais de 30 títulos publicados pela SESI-SP Editora estão disponíveis em audiobooks.

As obras são de escritores de sucesso e dos mais diferentes gêneros - clássicos da literatura, grandes autores nacionais, livros juvenis e infantis, e contos e crônicas.

Entre os títulos de literatura, há audiobooks como Mulheres de Machado, de Machado de Assis; A festa de BabetteAnedotas do destino e Sete narrativas góticas, de Karen Blixen.

Quando o assunto é contos e crônicas, há obras como Dias raros e O volume do silêncio, do autor João Anzanello Carrascoza e, quando é de não ficção, há, por exemplo, o Quando me descobri negra, da autora Bianca Santana.

Já para o público infantojuvenil, entre os títulos no formato audiobooks, estão: O cabelo da menina, da autora Fernanda Takai; Contos da mamãe gansa, de Charles Perrault; A poesia das coisas, de Silvana Tavano; Fábulas fantásticas e Presentes de gregos, de Elenice Machado de Almeida. Todos esses audiobooks da SESI-SP Editora estão disponíveis no site da Storytel.

Nos próximos meses, a previsão é de mais 50 audiobooks do catálogo da SESI-SP Editora serem lançados.
SERVIÇO

A SESI-SP Editora tem como ação principal organizar conhecimento nas áreas de cultura, educação, esporte, nutrição e saúde, cumprindo sua missão de apoiar a Entidade em seus mais diversos campos de atuação. Com mais de mil títulos em seu catálogo, tornou-se referência na edição de livros educacionais, infantojuvenis, de alimentação, de HQs nacionais e europeias e de obras de interesse geral. Acumula mais de 60 prêmios das mais renomadas instituições: são onze Jabutis, quatro HQ Mix, três Selos Cátedra 10 da Unesco, entre outros. Em 2019, as obras Se eu abrir esta porta agora...Romeu e Julieta e Fractais tropicais foram vencedoras do Prêmio da Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil (FNLIJ), que, durante os últimos anos, também concedeu a mais de 40 livros do catálogo da SESI-SP Editora o Selo Altamente Recomendável. Conheça nossas publicações: www.sesispeditora.com.br.

#SandraCamillo  #LIvroAEST  #SandradeSouzaCamilo  #Podcultura 

Por que gritamos com os filhos?




Em Por que gritamos (Ed. Paz & Terra), a educadora parental baiana Elisama Santos estimula que os pais façam as pazes com o passado para educar melhor os seus filhos

Autora do best-seller Educação não violenta, a psicanalista Elisama Santos, ensina em Por que gritamos, seu novo livro pela Editora Paz &Terra, a educar com amor e fazer as pazes consigo mesmo para ter filhos emocionalmente saudáveis. Com mais de 137 mil seguidores no Instagram, a educadora parental revela que brigar com os sentimentos não vai facilitar a missão dos pais. A educação das crianças acontece enquanto os pais lidam com seus próprios medos, angústias, frustrações, tristezas entre outros tantos sentimentos. Por isso destaca a importância de cada pai e mãe acolher o seu passado, como parte de sua história, e ganhar a chance de fazer um futuro diferente. O que aconteceu na infância de cada indivíduo reverbera na sua forma de ver o mundo, na narrativa da vida e, principalmente, na forma como educa os filhos. Com prefácio escrito por Taís Araújo em plena quarentena, Por que gritamos mostra sem julgamentos que diariamente os pais fazem o seu melhor por seus filhos.

“Preciso dizer que detesto grito e tenho muita dificuldade em lidar com a violência. Mesmo assim, quando me pego fazendo uso dela, me sinto culpada e volto à minha infância: eu fui uma criança que apanhei. Não muito, mas apanhei, porque naquela época bater em filhos era uma forma de educar.” Taís Araújo


POR QUE GRITAMOS

Elisama Santos

168 pág. | R$ 39,90

Paz & Terra | Grupo Editorial  Record


Após o best-seller Educação não violenta (Ed. Paz & Terra), Elisama Santos, uma das maiores vozes quando o assunto é educar filhos, compartilha em Por que gritamos a sua caminhada como mãe da Helena e do Miguel e como educadora parental em busca de uma educação em que o diálogo entre os pais e as crianças dá o tom da criação. Longe de romantizar a relação entre pais e filhos, Elisama mostra que o respeito é diferente de ser permissivo. Por que gritamos (Ed. Paz & Terra) ajuda os pais a acessar a chave para lidar com os sentimentos escondidos atrás do grito, a falar tranquilamente, a escutar, além de fazer as pazes consigo mesmo, a fim de criar filhos emocionalmente saudáveis. Por aproximação ou por negação, é comum usar a educação recebida, os seus conflitos e as suas dores como base para lidar com os filhos. Uma forma de fazer as pazes com os sentimentos vividos é estar atento aos presentes corriqueiros e comemorar as pequenas vitórias. Afinal, a vida é uma dança.

SOBRE A AUTORA
Elisama Santos é psicanalista, educadora parental e consultora em comunicação consciente. Auxilia pais, professores e demais cuidadores na busca de um relacionamento de maior conexão e assertividade com crianças e adolescentes, por meio de palestras e workshops em todo o país, além de dividir seu aprendizado e cotidiano nas redes sociais. Acredita que educar é um processo de autoconhecimento, despertar da consciência e cura. Conhecida desde a infância como “a menina brava”, vivencia diariamente os doces efeitos da prática da atenção e autocompaixão que dissemina com tanta entrega. Mãe de Miguel e Helena, enxerga nos filhos um convite constante a dias mais plenos e harmoniosos, e com eles aprende a aceitar e amar a vida como ela é. Publicou, pela Paz e Terra, Educação não violenta: como estimular autoestimaautonomia, autodisciplina e resiliência em você e nas crianças.

#SandraCamillo  #LIvroAEST  #SandradeSouzaCamilo  #Podcultura 

Boom das lives: um novo caminho para o mercado do audiovisual

Senac RJ promove o bate-papo 
Boom das lives: um novo caminho para o mercado do audiovisual
Novo fenômeno das transmissões ao vivo pela web aquece o mercado audiovisual em meio à pandemia.
Gerente de Tecnologia, Esportes e Eventos do Grupo Globo é o convidado da live que acontecerá na próxima
segunda-feira, 25 de maio, às 17h, no canal do Senac RJ no YouTube.
O distanciamento imposto pelo protocolo de combate ao novo coronavírus impulsionou a utilização da tecnologia como meio de interação social. Com isso, artistas, empresários, comerciantes, educadores, marcas e até o Papa se renderam às lives. O formato de transmissão ao vivo pela web, comum em plataformas como o YouTube e o Instagram, onde emissor e receptor da mensagem estão a uma curtida de distância, uniu profissionais e público em torno de um fenômeno que parece ter vindo para ficar.
Para apresentar as tendências, ferramentas, oportunidades, erros e acertos de uma live de sucesso, o gerente de Tecnologia, Esportes e Eventos do Grupo Globo, Luiz Augusto Morais, será o convidado do bate-papo Boom das lives: um novo caminho para o mercado do audiovisual, promovido pelo núcleo de Produção Cultural e Design do Senac RJ. Responsável pelas incensadas lives de Ivete Sangalo, DJ Alok e Roberto Carlos, Luiz também acumula experiência nas transmissões de eventos como Rock in Rio, Prêmio Multishow, Jogos Olímpicos e Copa do Mundo.  
Leana Braga, gerente do Eixo Produção Cultural e Design do Senac RJ, comporá o bate-papo que também abordará o modelo de negócio que sustenta o novo fenômeno e a relevância das lives no mercado audiovisual, que sofreu grande impacto econômico com a pandemia; que surgiram como uma luz no fim do túnel para os profissionais da área, especialmente os que trabalham com eventos ao vivo.
A live Boom das lives: um novo caminho para o mercado do audiovisual acontecerá na próxima segunda-feira, dia 25 de maio, às 17h, no canal do Senac RJ no YouTube.
Serviço

Boom das lives: um novo caminho para o mercado do audiovisual, com Luiz Augusto Morais e Leana Braga.
Segunda-feira, 25 de maio, às 17h.
Assista em youtube.com/SenacRJ

Na quarentena, drinks com cerveja podem ser o acompanhamento ideal para assistir as lives dos artistas

Durante os fins de semana da quarentena, as idas em barzinhos e shows têm sido substituídas pelas lives dos artistas na internet, acompanhadas por uma cerveja gelada. Para quem aderiu a essa nova tendência e quer variar a cervejinha de todo dia, o instrutor de Bebidas do Senac RJ e bartender, Pedro Barradas, sugere três receitas de drinks com cerveja de preparo simples que podem ser feitas em casa mesmo.  Com pilsen, há opções de Caipirinha e Mojito. Já uma cerveja Weiss pode preparar um Frustuck Weisse.

Caipirinha de cerveja
90 mL de lata de cerveja Pilsen gelada
40 mL de cachaça branca gelada
1 limão inteiro
2 colheres de açúcar
Gelo
Cortar o limão em cubos e, num copo alto de vidro grosso, colocar o açúcar e macerar o limão para liberar o suco. Verter a cachaça e misturar. Colocar 3 pedras de gelo. Completar com a cerveja e mexer delicadamente para não perder o gás.

Mojito de cerveja
90 mL de lata de cerveja Pilsen
1 dose de rum branco
½ limão
1 colher de açúcar
1 ramo de hortelã
Gelo
Cortar o limão em cubos. Em um copo alto de vidro grosso, colocar o açúcar e macerar o limão para liberar o suco. Pegar algumas folhas de hortelã, colocar as folhas nas mãos e dar um tapa nelas, de forma a liberar os óleos e aromas das folhas, e juntar com o limão no copo. Verter o rum mexer, adicionar o gelo e completar com a cerveja.

Frustuck Weisse
200ml de cerveja Weiss
100ml de suco de laranja
Em um copo longo, coloque o suco de laranja e a cerveja.
Misture devagar para não perder o gás e sirva sem canudo.​

Hoje, às 18h. tem Teatro com o Casarão na Sua Casa! Live com Coletivo



Máscaras de Quintal - A Jornada de Aldonza. @coletivomascarasdequintal   


" Em uma tarde de tempestade inesperada, a jovem e sonhadora Aldonza busca refúgio com os seus livros, quando se depara com um excêntrico senhor que acredita ser Dom Quixote de La Mancha. Ao seu lado, a menina embarca em uma jornada repleta de fantasia, gigantes e dragões, descobrindo mais sobre a sua própria essência e encontrando a sua própria voz."

Serviço: | Facebook @Casa de Cultura de Vila Guilherme .

Dia 23/05/2020 às 18h00. (Teatro) . Grátis.

#fiquemEmCasarão
#culturapresente #conexãocasasdeculturasmc