Vida Sana

10 de abr de 2019

Títulos da SESI-SP Editora estarão na Feira do Livro Infantil de Bolonha

MAIS DE 10 TÍTULOS DA SESI-SP EDITORA ESTARÃO NA FEIRA DO LIVRO INFANTIL DE BOLONHA
Maior evento de livros infantojuvenis do mundo será realizado de 1º a 4 de abril
Doze livros da SESI-SP Editora foram selecionados para participar da Feira do Livro Infantil de Bolonha, na Itália. Os títulos foram escolhidos para o catálogo FNLIJ’s Selection of Brazilian Writers, Illustrators and Publishers, o qual foi organizado para a 44ª participação da Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil (FNLIJ) no evento, que será realizado na próxima semana, entre os dias1º e 4 de abril.

Ao todo, foram escolhidos 92 títulos de diversas editoras brasileiras. A participação da SESI-SP Editora representa, portanto, 13% do catálogo FNLIJ na Feira. Entre os livros selecionados, há infantis, histórias em quadrinhos e contos. São eles: Catálogo de perdasInfâncias – Aqui e além-marÂnsia eternaMeio inteiroSe eu abrir esta porta agoraAnuíCastanha do ParáPresépio e outros contos de NatalTristão e Isolda em cordelNem filho educa paiOs dois irmãosO nascimento de Zeus e outros mitos gregos.

Maior evento de livros infantojuvenis do mundo, a Feira de Bolonha reúne milhares de profissionais, entre editores, tradutores, agentes e autores. Neste ano, conforme divulgado pelo portal Publishnews, a expectativa é de que sejam movimentados cerca de US$ 340 mil em negócios realizados pelas editoras brasileiras participantes do evento.

Conheça os livros da SESI-SP Editora escolhidos

CATÁLOGO DE PERDAS, João Anzanello Carrascoza e Juliana Monteiro Carrascoza. O livro se inspira no acervo do Museum of Broken Relationships (Zagreb, Croácia), que reúne, em exposições temporárias, relatos e objetos enviados por pessoas do mundo inteiro – símbolos catalisadores de suas relações “partidas”. Essa obra entrelaça duas linhas de força: a escrita da palavra e a escrita da luz, o conto literário e a arte visual, a ficção e a fotografia. Catálogo de perdas recebeu o Prêmio FNLIJ 2018 nas categorias Jovem e Projeto Editorial.


INFÂNCIAS – AQUI E ALÉM-MAR, José Jorge Letria e José Santos. Se a sua infância pudesse ser traduzida numa cor, que cor seria? Se tivesse um cheiro, seria cheiro de quê? Se fosse um brinquedo, seria uma bicicleta ou um jogo de cartas? Os poemas desse livro contam lembranças da meninice de seus autores.Infâncias – Aqui e além-mar foi premiado, em 2018, pela FNLIJ na categoria Literatura em Língua Portuguesa.




ÂNSIA ETERNA, Verônica Berta, baseado nos contos de Júlia Lopes de Almeida. Suspense, surpresa, grotesco e tragédia. Os elementos presentes em Ânsiaeterna (1903) são transpostos e a autora expressa sentimentos e impressões diversos nesta surpreendente história em quadrinhos.







MEIO INTEIRO, Lorena Kaz. “No início éramos um. Eu, meu pai e minha mãe. Mas as coisas mudaram. Existe um caminho para voltar a ser inteiro?”. Sob a ótica de uma criança descrevendo a separação de seus pais, esse livro demonstra como fazemos parte das relações – seja na família, no grupo de amigos, na turma da escola e até mesmo em nossa cidade.



SE EU ABRIR ESTA PORTA AGORA, Alexandre Rampazo. Na hora de dormir, um quarto escuro pode guardar algumas surpresas. Você tem certeza de que a porta do guarda-roupa está fechada? Tem certeza de que não há nada dentro, ou melhor, morando no guarda-roupa? Um monstro, talvez? Nessa história, o leitor assume o protagonismo ao se colocar no lugar do personagem e abrir sucessivas portas, cada uma com uma surpresa diferente.






ANUÍ, Marcelo Lelis. Com linguagem simples e ilustrações de um artista que fala com as mãos, Anuí traz a história da pequena Alice e sua caixa de música: seu mundo, seus sonhos, suas emoções, seus desejos.








CASTANHA DO PARÁ, Gidalti Jr. Em forma de fábula, esse livro reconta uma situação cada vez mais comum nos dias de hoje: Castanha é um menino-urubu que vive suas aventuras pelos cenários do tradicional mercado público Ver-o-Peso, em Belém do Pará. Mora sob o céu aberto e sobrevive dos furtos e das migalhas de atenção que sobram do mundo ao seu redor.






PRESÉPIO E OUTROS CONTOS DE NATAL, Luiz Ruffato (org.). Esta obra reúne dezessete contos que vão desde os clássicos de Machado de Assis e Lima Barreto a autores contemporâneos, como Marçal Aquino e Lygia Fagundes Telles, e tratam dos momentos em que, em meio à alegria natalina, aparecem a solidão, a tristeza e outros dramas humanos. A coletânea procura resgatar o espírito reflexivo do Natal. Com projeto gráfico especial, o livro traz, ainda, histórias de Drummond, Mário de Andrade, Rachel de Queiroz e Rubem Braga.




TRISTÃO E ISOLDA EM CORDEL, Marco Haurélio.Nessa história, Tristão, o cavaleiro perfeito, poeta e herói civilizador, defensor da honra e da liberdade, é envolvido na teia de um amor fatal do qual não pode ou não quer se livrar. Isolda é a imagem da mulher ao mesmo tempo bela e misteriosa, herdeira dos segredos das fadas da mitologia da Irlanda, senhora dos filtros mágicos que podem trazer a cura ou a morte.





NEM FILHO EDUCA PAI, Wander Piroli. O menino sonhava com um bichinho de estimação. Desejo reprovado pelos pais, que não gostavam de animal em casa. Um dia, entra pela garagem uma caminhonete trazendo um cabrito. Ficaria ali por uns dias até a chegada do Natal. O menino logo vê no cabrito o animal com que sonhava. Foi se afeiçoando a ele como se fosse um amigo. A mãe pediu providências. O pai, sem ceder, fechou-se. Nem filho educa pai narra uma comovente trama em que o desejo infantil e a autoridade paterna entram em conflito.


OS DOIS IRMÃOS, Wander Piroli. Eram dois irmãos iguais em tudo. Ninguém seria capaz de distinguir um do outro. Viviam em uma oficina e podiam sair a hora que bem entendessem. Mas, um dia, o empregado ouviu um canto aflito e, então, só encontrou um dos irmãos. Onde estaria o outro?






O NASCIMENTO DE ZEUS E OUTROS MITOS GREGOS, Adriane Duarte. Quando Cronos, Deus do Tempo, soube que seria destronado por um de seus filhos, passou a engolir cada criança que sua esposa lhe dava. Até que um dia, para salvar um dos bebês, a mãe das crianças, Reia, deu uma pedra coberta por um pano para o marido devorar. O recém-nascido foi criado pelas ninfas e amamentado por uma cabra. Quando se tornou adulto, seguiu ao encontro de seu pai. Esta é a história de Zeus e de como ele se tornou o maior Deus do Olimpo. Nesse livro, o leitor descobre episódios pouco conhecidos sobre a infância de deuses e heróis gregos que, há séculos, encantam gerações.
SESI-SP EDITORA
Fundada em 2011, a SESI-SP Editora tem mais de mil livros em seu catálogo e tornou-se referência na edição de HQs nacionais e europeias. Em poucos anos de vida, já acumula mais de 60 prêmios das mais renomadas instituições: são onze Prêmios Jabuti e três HQ Mix (Melhor Livro do Ano 2014 e Melhor Editora 2017), entre outros. Em 2018, recebeu o Selo Cátedra 10 da Unesco por três livros, entre outras premiações, e a obraInfâncias – Aqui e além-mar ganhou o prêmio de Livro do Ano pela Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil (FNLIJ), que, durante os últimos anos, também concedeu a mais de 30 livros do catálogo da SESI-SP Editora o Selo Altamente Recomendável. Em 2016, a Cosac Naify doou obras de seu acervo, que serão editadas no decorrer dos próximos anos. Conheça nossas publicações: www.sesispeditora.com.br.

Nenhum comentário: