Vida Sana

14 de nov. de 2019

EDITORA PEIRÓPOLIS LANÇA HQ “HOMEM-PÁSSARO” DE CACO GALHARDO





Gibi nascido de roteiro de cinema que conta a jornada de um herói é a primeira narrativa longa do mestre das tiras diárias

HOMEM PASSARO


FICHA TÉCNICA

HOMEM-PÁSSARO
Autor: Caco Galhardo
ISBN: 978-85-7596-643-3
Formato: 21 x 26cm
Páginas: 80
Preço: 42,00


Editora Peirópolis lança, este mês, a obra Homem-Pássaro, do cartunista e ilustrador Caco Galhardo. Este gibi nascido de roteiro de cinema conta a jornada de um herói, João Neto, e é a primeira narrativa longa em quadrinhos do mestre das tiras diárias, que há mais de vinte anos se dedica à produção de tirinhas para jornal. O enredo traz uma forte identidade nacional, misturando humor, romance e ação, e aborda temas atuais e relevantes, como a objetificação da mulher.

João Neto foi criado nos confins da Chapada Diamantina pelo pai superprotetor, João Filho, e nunca teve contato com a civilização. Só sabe observar aves – obsessão do pai ornitólogo, que abandonou a civilização com seu filho ainda bebê. Ao longo de 30 anos, seu único interesse é a ornitologia e a busca frenética por uma ave rara. Já velho, essa obsessão ultrapassa as raias da loucura, enquanto seu filho sonha em ter outra vida e conhecer outros mundos.

Após a morte do pai, João Neto, aos 30 anos, vai para o Rio de Janeiro e se confronta com uma rainha de bateria. Ele vê uma mulher-ave, uma deusa-ave. O traço obsessivo, herdado pelo pai, se acende e ele decide conquistá-la a qualquer custo. Jussara, a rainha, é uma feminista ferrenha e rejeita o olhar ingênio-machista de João Neto. Mas acaba vendo nele a oportunidade de se vingar de um poderoso traficante.

Para conquistar a confiança de Jussara, João Neto precisa acabar com Rabo Quente, o traficante do pedaço. Suas únicas ferramentas são as técnicas de ornitologia, e ele fará uso delas para alcançar o seu objetivo. O enredo apresenta vários contrastes: o ingênuo e a rainha, a natureza e a cidade, o amor e o desejo de vingança.

O livro é direcionado ao público juvenil/adulto, e não possui restrições de faixa etária. Para possibilitar a leitura às pessoas com deficiência visual, a obra conta com uma adaptação em mp3 para a “Fundação Dorina Nowill para Cegos”, no formato de livro falado (descrição de imagens utilizando as técnicas da audiodescrição). Por ter uma forte identidade nacional e abordar temas atuais e relevantes, a HQ tem potencial para um amplo alcance de público, sem se restringir exclusivamente ao leitor fiel de quadrinhos.
O estilo artístico aprimorado e o domínio narrativo de Caco podem ser conferidos nas páginas da narrativa que condensa de forma engenhosa uma obra de 80 páginas, tornando seu livro uma obra única. Pela Editora Peirópolis, o cartunista já publicou a versão em quadrinhos da obra Dom Quixote (Cervantes), que faz parte da Coleção Clássicos em HQ, e inclui títulos como Os Lusíadas (Camões por Fido Nesti); O Corvo (Poe por Luciano Irrthum); Demônios (Aluísio Azevedo por Eloar Guazzelli); Conto de escola (Machado por Silvino); Auto da barca do Inferno (Gil Vicente por Laudo Ferreira) e A Divina Comédia (Dante por Piero e Giuseppe Bagnariol).

CACO
Sobre o autor
Caco Galhardo é cartunista. Suas tiras são publicadas diariamente na Folha de S.Paulo e alguns de seus personagens já viraram animações no canal Cartoon Network. Tem dez livros publicados, entre eles Dom Quixote em quadrinhos, também editado pela Peirópolis, e merecedor do selo Altamente Recomendável da Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil (FNLIJ) em 2005, na categoria Tradução/Adaptação - Jovem. Crésh! é seu primeiro livro solo dedicado à infância.

Sobre a Editora Peirópolis
Criada em 1994, a Editora Peirópolis tem como missão contribuir para a construção de um mundo mais solidário, justo e harmônico, publicando literatura que ofereça novas perspectivas para a compreensão do ser humano e do seu papel no planeta. Suas linhas editoriais oferecem formas renovadas de trabalhar temas como ética, cidadania, pluralidade cultural, desenvolvimento social, ecologia e meio ambiente – por meio de uma visão transdisciplinar e integrada. Além disso, é pioneira em coleções dedicadas à literatura indígena, à mitologia africana e ao folclore brasileiro. Há alguns anos, a Peirópolis vem desenvolvendo um catálogo de literatura portuguesa, com o valioso reconhecimento e apoio da Direcçcão geral do Livro e da Biblioteca (DGLB) do Ministério da Cultura de Portugal. A Editora é parceria da Brasil em Mente para trabalhar literatura para crianças e jovens em Língua Portuguesa com a comunidade de falantes do português fora do Brasil.

Para saber mais sobre a Peirópolis, acesse www.editorapeiropolis.com.br




Nenhum comentário: