Vida Sana

3 de dez. de 2019

Peça inédita de Vianinha chega à cidade de São Paulo




Encenada pelo coletivo Núcleo Arranca, Dura Lex Sed Lex no Cabelo Só Gumex investiga sociabilidades brasileiras por meio de esquetes cômicas e musicais
Escrita há 50 anos, a peça Dura Lex Sed Lex no Cabelo Só Gumex, do dramaturgo Oduvaldo Vianna Filho, o Vianinha, é resgatada pelo grupo teatral Núcleo Arranca e ganha sua primeira montagem profissional, na cidade de São Paulo. Desenvolvida no gênero Teatro de Revista, a peça é composta por esquetes ligeiros e bem-humorados que lançam luz e possibilidades de reflexão sobre aspectos e/ou mazelas recorrentes na contemporaneidade brasileira (ainda que o texto date de 1967). A peça fica em cartaz de 30 de novembro a 22 de dezembro, na Barra Funda, com entrada gratuita (contribuição voluntária).

Na trama de Dura Lex Sed Lex no Cabelo Só Gumex, uma América Latina – em metáfora ao Brasil – encontra-se em pé de guerra. Em meio a súplicas da população, a Virgem Maria é convocada a se misturar entre os comuns para solucionar problemas como desemprego, corrupção institucionalizada, influência norte-americana sobre a política, economia e vida social, violência policial afora outros. Contudo, a tarefa mostra-se mais árdua e complexa do que a santa imaginava. Na montagem original, devido à censura, Vianinha teve de mudar a personagem principal para Princesa Isabel.

Parte integrante das obras cômicas do autor, Dura Lex Sed Lex no Cabelo Só Gumex teve apenas breves passagens pelo teatro carioca, da época, dirigidas pelo italiano Gianni Ratto. Na montagem atual do Núcleo Arranca, a obra ganha novas musicalidade e encenação, mantendo fidelidade ao texto original com leves atualizações a nomes de personalidades muito específicas daquele período.

Se a montagem original contou com 13 atores e atrizes (inicialmente, Gianni Ratto gostaria que fossem 25), a versão atual traz 06, somados a um músico, que multiplicam-se em dezenas de personagens, ao longo dos oito capítulos que compõem o espetáculo. “Propomos uma roupagem diferente para o nosso Teatro de Revista. Propomos uma reestruturação da revista e um desmonte do palco italiano, adotando a arena como espaço de potencial comunicação e aproximação com o público. Os atores e atrizes se revezam na personagem Maria, protagonista da peça, e realizam muitas outras personagens. Essas escolhas não novas, visto que o Teatro de Arena as realizava com excelência. Porém, quando se fala em Revista, não são escolhas, aparentemente, condizentes com a linguagem. Adotamos, também, diversos elementos que conversam com a cultura popular, como a música, a cenografia e figurinos, e a ação dos atores e atrizes em cena, que tem como base a comicidade”, explica o diretor, Eduardo Cesar, sobre as escolhas empregadas na encenação do espetáculo.

Segundo Cesar, a peça figura no repertório do grupo desde 2017. Naquele ano, a montagem foi realizada por meio de recursos do Programa de Ação Cultural (ProAc), da Secretaria de Cultura do Governo do Estado de São Paulo e a circulação inicial focou a Grande São Paulo e interior. Agora, a oportunidade de realizar uma temporada na capital paulista ocorre de forma independente.

A obra fica em cartaz de 30 de novembro a 22 dezembro, com apresentações aos sábados, às 20h, e domingos, às 19h, na Rua Lopes Chaves, 72 – Barra Funda (antigo Teatro do Funil). A entrada é gratuita. Os ingressos são distribuídos uma hora antes do início da peça.


Ficha Técnica
Dramaturgia: Oduvaldo Vianna Filho
Co-Dramaturgia: Paulo Pontes e Armando Costa
Direção: Eduardo Cesar
Elenco: Edson Raphael, João Marcos Bargas, Laís Loesch, Mayara Alves, Leandro Pacheco, Rita Ivanoff e Tainá Francis
Voz-Off: Eduardo Fonseca
Direção Musical, Composição e Execução ao vivo, Arte Gráfica e Operação de Som: Leandro Pacheco
Direção de Arte: Eduardo Cesar e Núcleo Arranca
Cenografia: Núcleo Arranca
Figurino: Laís Loesch e Núcleo Arranca
Adereços: João Marcos Bargas e Núcleo Arranca
Operação de luz, som e slide: Eduardo Cesar e Erickson Felizardo
Cabelo e Maquiagem: João Marcos Bargas
Assessoria de Imprensa: Lebá Comunicação


Dura Lex Sed Lex no Cabelo Só Gumex
Data: Sábados e domingos, de 30/nov a 22/dez
Horário: Sábados, às 20h. Domingos, às 19h
Endereço: Rua Lopes Chaves, 72 – Barra Funda (próximo à estação de metro Marechal Deodoro)
Classificação: 16 anos
Capacidade: 40 pessoas
Entrada Gratuita – ingressos distribuídos uma hora antes do início do espetáculo

Nenhum comentário: