Vida Sana

10 de dez. de 2019

SESC prorroga inscrições para programa de orientação de projetos em artes visuais


SESC prorroga inscrições para programa de orientação de projetos em artes visuais



O Centro de Pesquisa e Formação do Sesc  prorrogou as inscrições para o Programa de Orientação de Projetos em Artes Visuais. Voltado para artistas em início e meio de carreira, com ênfase na interlocução de práticas artísticas na área de artes visuais, o programa tem como objetivo o aprofundamento na leitura da obra dos artistas participantes, assim como desenvolver a capacidade crítica dos artistas, tanto em relação à própria obra como à de outros participantes.



A candidatura para uma vaga pode ser feita até o dia 27 de janeiro de 2020  por meio do envio dos seguintes dados para o email opav@cpf.sescsp.org.br: dados pessoais (nome completo, RG e CPF, e-mail, data de nascimento, endereço residencial, telefones para contato); Portfólio com até 10 imagens, ficha técnica completa das obras, links de vídeos; Currículo Vitae; Carta de motivação/intenção (máximo de 1 página).



Sobre o programa:

Buscando ampliar as ferramentas críticas e investigativas dos artistas em formação, o programa se propõe a analisar e discutir com profundidade as pesquisas e produções individuais dos artistas por meio de leitura de obras realizada pelos orientadores, Ana Paula Cohen e Gustavo Torrezan, seguida de discussão em grupo.

Os encontros semanais acontecem em formato de seminários críticos e são pautados na apresentação da obra de cada um dos participantes, assim como na discussão de textos filosóficos, literários, teóricos, propostos pelos orientadores no início do curso. Dessa forma, desenvolve um aprofundamento crítico das produções apresentadas, exercitando a capacidade de leitura das obras a partir de elementos formais e conceituais.

O Programa conta ainda com uma programação de falas públicas mensais, com a participação de artistas e pensadoras/es convidadas/os, criando um repertório comum e um pensamento conjunto no decorrer dos cinco meses de encontros, apresentando práticas artísticas contemporâneas contundentes e questões urgentes no contexto atual para nossa discussão.

Cronograma:


Março
10/03, terça-feira das 14h às 18h: Apresentação do programa;
17/03, terça-feira das 14h às 18h: Seminário crítico;
24/03, terça-feira das 14h às 18h: Seminário crítico;
31/03, terça-feira das 19h às 21h30: Encontro Aberto: Práticas de re-existência: relações entre arte e ativismo.
Com Virginia de Medeiros e Suely Rolnik.
Mediação: Ana Paula Cohen.

Abril
7/4, terça-feira das 14h às 18h: Seminário crítico;
14/4, terça-feira das 14h às 18h: Seminário crítico;
28/4, terça-feira das 19h às 21h30: Encontro Aberto: Práticas de fabulação: o literário na criação de novos mundos.
Com Rivane Neuenschwander e Veronica Stigger.
Mediação: Ana Paula Cohen.

Maio
5/5, terça-feira das 14h às 18h: Seminário crítico;
12/5, terça-feira das 14h às 18h: Seminário crítico;
19/5, terça-feira das 14h às 18h: Seminário crítico;
26/5, terça-feira das 19h às 21h30: Encontro Aberto: Sistemas instituintes de revezamentos discursivos.
Com Ricardo Basbaum e Keila Kern.
Mediação: Gustavo Torrezan.

Junho
2/6, terça-feira das 14h às 18h: Seminário crítico;
9/6, terça-feira das 14h às 18h: Seminário crítico;
16/6, terça-feira das 14h às 18h: Seminário crítico;
23/6, terça-feira das 14h às 18h: Seminário crítico;
30/6, terça-feira das 19h às 21h30: Encontro aberto: Afrobrasilidades: entre visibilidades e apagamentos.
Com Ayrson Heráclito e Renata Felinto.
Mediação: Gustavo Torrezan.

Julho
7/7, terça-feira das 14h às 18h: Seminário crítico;
14/7, terça-feira das 14h às 18h: Seminário crítico;
21/7, terça-feira das 14h às 18h: Seminário crítico;
28/7, terça-feira das 19h às 21h30: Encontro aberto: Tecido urbano e biopolítica.
Com Raquel Garbelotti e Julia O’donnel.
Mediação: Ana Paula Cohen.

*Os encontros públicos poderão sofrer alterações.

Candidatura, Seleção e inscrição:

Até 27/01/2020: Candidatura através de envio de: Dados pessoais (nome completo, RG e CPF, e-mail, data de nascimento, endereço residencial, telefones para contato); Portfólio com até 10 imagens, ficha técnica completa das obras, links de vídeos; Currículo Vitae; Carta de motivação/intenção (máximo de 1 página) para o email opav@cpf.sescsp.org.br

10/02/2020: Divulgação dos selecionados;

10/02/2020 a 28/02/2020: Inscrição para os selecionados;

10/3/2020: Início dos encontros.

Atestado de Conclusão:
O certificado será concedido pelo Sesc–São Paulo. Somente os participantes inscritos e que completarem o curso receberão o certificado. Uma participação de 75% para todas as atividades é obrigatória. Atividades e carga de trabalho incluem aulas e exercícios de campo.

Se você necessita de recursos de acessibilidade, como tradução em Libras, audiodescrição, entre outros, solicite por e-mail ou telefone, com até 48 horas de antecedência do início da atividade. centrodepesquisaeformacao@sescsp.org.br / 11 3254-5600



PALESTRANTES:



Com Ana Paula Cohen. Curadora independente, editora e escritora. Foi curadora residente do Center for Curatorial Studies – CCS, Nova York, co-curadora da 28ª Bienal de São Paulo e co-curadora do Encuentro Internacional de Medellín, na Colômbia. Atualmente é coordenadora da Pós-graduação em Estudos e Práticas Curatoriais, FAAP, e doutoranda no Núcleo de Estudos da Subjetividade, PUC-SP.



Com Ayrson Heráclito. Artista, curador e professor no curso de Artes Visuais da UFRB. É doutor pela PUC-SP e mestre pela UFBA. Entre suas exposições mais recentes estão “Ayrson Heráclito”, Sala de Vídeo, MASP, São Paulo (2018); 57ª Edição da Bienal de Veneza, Veneza (2017); e “Pérola Negra”, Blau Projects Galeria, São Paulo (2016). Foi co-curador da 3ª Bienal da Bahia, no MAM-BA, Salvador, e da exposição “Histórias Afro-Atlânticas”, no MASP (2018).



Com Gustavo Torrezan. Artista e pesquisador. Doutor em poéticas visuais, mestre em educação e graduado em artes visuais pela Unicamp. É pesquisador no Centro de Pesquisa e Formação do Sesc–São Paulo.



Com Julia O’Donnell. Professora e pesquisadora no Departamento de Antropologia Cultural do IFCS/UFRJ. Mestre e doutora em antropologia social pelo Museu Nacional/UFRJ. É autora dos livros “A invenção de Copacabana” (Zahar, 2013) e “De olho na rua: a cidade de João do Rio” (Zahar, 2008).



Com Keila Kern. Pesquisadora e professora na Universidade Estadual do Paraná. Doutora e mestre em poéticas visuais pela USP. Atua a partir da investigação da arte como sistema de processamento crítico, explorando a produção discursiva da arte em situações de relação e circunstância. Seu interesse está voltado à crítica institucional como regime de observação da produção e da docência em arte na América Latina.



Com Raquel Garbelotti. Artista, pesquisadora e professora na Ufes. Atualmente é Professora Colaboradora na USP/CTR. Tem doutorado pela Escola de Comunicação e Artes da USP. Participou de diversas exposições no Brasil e no exterior. Destacam-se exposições como 25ª e 29ª Bienal de São Paulo (2002, 2010); 32º Panorama da Arte Brasileira, MAM, São Paulo (2011) e, recentemente, o projeto “Contracondutas”, na Escola da Cidade, São Paulo (2018).



Com Renata Felinto. Artista, pesquisadora e professora adjunta de Teoria da Arte na Universidade Regional do Cariri, CE. Doutora e mestra em artes pela Unesp, especialista em curadoria e educação em museus de arte pelo MAC USP. É líder do grupo de pesquisa NZINGA – Novos Ziriguiduns Internacionais e Nacionais Gerados nas Artes Visuais. É artista convidada do 29º Programa de Exposições do Centro Cultural São Paulo (2019) e curadora convidada da Bienal Naïfs do Brasil, Sesc (2020).

Com Ricardo Basbaum. Artista, pesquisador, escritor, curador e professor na Universidade Federal Fluminense. Doutor em artes pela USP e autor de “Manual do artista-etc” (Azougue, 2013). Entre suas exposições individuais estão “The production of the artist as collective-conversation”, Audain Gallery, Vancouver (2014); “Would you like to participate in an artistic experience?”, Logan Art Center, Chicago (2012); e, entre as coletivas, Documenta XII, Kassel (2007), 30ª e 25ª Bienal de São Paulo (2012, 2002).



Com Rivane Neuenschwander. Artista. Entre suas exposições individuais estão: “O Alienista”, Galeria Fortes D’Aloia & Gabriel, São Paulo (2019); “O Nome do Medo”, MAR, Rio de Janeiro (2017); “Mal-entendidos”, MAM, São Paulo (2014) e “A Day Like Any Other”, New Museum, Nova York (2010). Entre as inúmeras coletivas estão 30ª, 28ª, 27ª e 24ª Bienal de São Paulo (2012, 2008, 2006, 1998), 12ª Bienal de Istanbul (2011), e 50ª e 51ª Bienal de Veneza (2003, 2005).



Com Suely Rolnik. Psicanalista, professora titular da PUC-SP, investiga a relação imanente entre clínica, arte e política. Entre seus livros publicados no Brasil e no exterior, “Esferas da insurreição. Notas para uma vida não cafetinada” (N-1, 2018), “Cartografia sentimental” (Sulina, 1989) e “Antropofagia Zumbi” (só publicado no exterior). Co-autora com F. Guattari de “Micropolítica. Cartografias do desejo” (Vozes, 1986).

Com Veronica Stigger. Escritora, pesquisadora e professora universitária. Doutora em teoria e crítica de arte pela USP, realizou pesquisas de pós-doutorado junto ao MAC USP, à Università degli Studi di Roma “La Sapienza” e ao Instituto de Estudos da Linguagem da Unicamp. Entre seus livros publicados, está “Sombrio ermo turvo” (Editora Todavia, 2019).

Com Virginia de Medeiros. Artista. Mestre em Artes Visuais pela Escola de Belas Artes da UFBA. Entre suas exposições recentes estão “Arte Atual – Jamais me olharás lá de onde te vejo”, Instituto Tomie Ohtake, São Paulo (2019) e “Alma de Bronze”, Ocupação Nove de Julho do MSTC, São Paulo (2018). Outras exposições incluem “Histórias feministas”, MASP, São Paulo (2019); 31ª Bienal de São Paulo, (2014) e 32º Panorama da Arte Brasileira, MAM, São Paulo (2011).





Sobre o CPF Sesc

Inaugurado em agosto de 2012, o Centro de Pesquisa e  Formação do Sesc é uma unidade do Sesc São Paulo voltada para a produção de conhecimento, formação e difusão e tem o objetivo de estimular ações  e desenvolver estudos nos campos cultural e socioeducativo.

Além do Curso Sesc de Gestão Cultural - que visa a qualificação para a gestão cultural de profissionais atuantes no campo das Artes, tanto de instituições públicas como privadas - a unidade proporciona o acesso à cultura de forma ampla, tematicamente, por meio de cursos, palestras, oficinas, bate-papos, debates e encontros nas diversas áreas que compreendem a ação da entidade, como artes plásticas e visuais, ciências sociais, comportamento contemporâneo e cotidiano, filosofia, história, literatura e artes cênicas, voltadas para o público em geral.



_____________________________________________________________________

PROGRAMA DE ORIENTAÇÃO DE PROJETOS EM ARTES VISUAIS

Análise crítica e discussão em grupo a partir da produção dos artistas participantes

De 10 de março a 28 de julho de 2020. Terças, das 14h às 18h. Dias 31/3, 28/4, 26/5, 30/8 e 28/7, 19h às 21h30.

Recomendação etária: 16 anos. 30 vagas.
Preço: R$ 100,00 (inteira); R$ 50,00 (aposentado, pessoa com mais de 60 anos, pessoa com deficiência, estudante e professor da rede pública); R$ 30,00 (trabalhador do comércio de bens, serviços e turismo credenciado no Sesc e dependentes).

Nenhum comentário: